Diadesl e Sedac unidos pela Evangelização e Discipulado de 5 mil crianças na capital maranhense

Atualizado: Jul 26




Em tempos de Pandemia, várias igrejas tiveram suas atividades restritas ao modo on-line e quando os cultos presenciais foram retomados, muitas crianças não voltaram a frequentar os trabalhos em suas igrejas. Porém, vimos o cuidado de Deus para com os pequeninos em todo o tempo, nos mostrando mais uma vez que Ele se importa.

E nesse cenário desafiador, o Clube Investigadores da Bíblia, projeto que tem levado a Palavra de Deus em alguns países e Estados brasileiros, e, atualmente, na capital maranhense, veio somar às atividades evangelísticas e discipuladoras de crianças e pré-adolescentes.



Nesse sentido, as Assembleias de Deus representadas por coordenadores e professores que atuam no Polo Litoral têm uma grande tarefa que é formar 5000 investigadores, dentre eles, crianças, adolescentes e pré-adolescentes, que semanalmente, aprendem mais sobre Deus em igrejas, turmas formadas nas ruas, em lojas, quintais, escolas, on-line, enfim, onde é solicitado.




Louvamos a Deus por isso, pois tem levantado homens e mulheres comprometidos com o ensino da Palavra. É maravilhoso ler e ouvir testemunhos como o da irmã Jacyara que afirma ter seu caráter transformado através da CIB. As irmãs Enedina e Thayane compartilham o mesmo sentimento de alegria por terem alcançados investigadores da Bíblia através de evangelização e discipulado, em uma pequena igreja que não havia trabalhos direcionados a este público


Somos gratos à Deus pela vida de cada irmão que aceitou o desafio, sem os quais seria impossível realizar a CIB com essa proporção. Que Deus continue abençoando a parceria entre o TMC, SEDAC e DIADESL, que estão unidos para o desenvolvimento do projeto.

A coordenadora do Clube da Bíblia, Polo Litoral, Keyla Pavão, vê o projeto como ferramenta de resgate e renovo. Resgate de crianças que estavam distantes, e renovo para os professores que reafirmam suas convicções no Deus Criador e providencial.





183 visualizações6 comentários